A nova geração de joias do futebol brasileiro.

Phelipe Megiolaro (Grêmio) – Uma das principais promessas do grêmio, Phelipe soma convocações para as seleções de base. Defendeu a sub-17 em 2016 e teve quatro convocações para a seleção Sub-20, quando capitão da equipe no Torneio de Toulon de 2017.

Vitinho (Club Brugge) – Lateral direito revelado na base do Cruzeiro, figura constante nas seleções de base, já chamado por Tite para integrar a seleção principal num período de testes.

Walce (São Paulo) – Walce tem chamado a atenção pela força ofensiva. O garoto já havia mostrado a fase artilheira com três gols na campanha do título da Copa RS. Cobrador de falta e líder, sempre capitão nas categorias de base do São Paulo e Seleção Brasileira. É uma das maiores promessas da posição no Brasil.

Lucas Halter (Athletico PR) – Mais uma joia da “geração 2000” Lucas além de determinado, o jovem atleta tem como ponto forte o seu jogo aéreo e um porte físico de muita força. Uma das maiores promessas dessa geração de ouro do Athletico Parananese.


Matheus Cazzetta (Inter) – Lateral esquerdo Matheus com passagens pela Seleção foi titular absoluto do sub-20 do Inter, tendo representado também a equipe sub-23. Se destaca pela força e velocidade pelo poder de marcação.

Victor Bobsin (Grêmio) – Mais um da “Geração 2000” O jovem é presença constante em convocações das seleções brasileiras de base, o volante moderno já observado por diversos clubes europeus a promessa do Grêmio com apenas 19 anos, é uma das referencias na posição nas categorias de base pelo Brasil.

Alanzinho (Palmeiras) – Grande promessa da base do Verdão, meia entrou para a prestigiada lista Goal NxGN, que premia os 50 melhores jogadores sub-19 do futebol mundial. Baixinho só no tamanho, pois joga como gente grande. Caçado em campo, com uma canhota afiada é umas maiores promessas do futebol brasileiro dos últimos anos.

Reinier (Flamengo) – O Fenômeno da base do Flamengo, o meia Reinier, de apenas 17 anos, com destaque para suas arrancadas e passes precisos, Camisa 10 e capitão nas seleções de base e no Flamengo. É a maior promessa da geração 2002 do Brasil.

Gabriel Martinelli (Ituano) – A rapidez, energia e objetividade se destacam no atacante, a ponto de, não à toa, seus números refletirem tais características. São 94 jogos e 65 gols na base do Ituano e, até o momento, 31 jogos, 10 gols e seis assistências na equipe principal.
Revelação do Campeonato Paulista, Melhor Jogador do Interior e membro da Seleção do Campeonato, além de ter sido o artilheiro do time na campanha, com seis gols.

João Pedro (Fluminense) – Artilheiro do Fluminense na temporada pelo Sub-17, encantou a torcida durante o ano, com 38 gols feitos, mas já está vendido ao Watford. Habilidoso, tem boa finalização e presença de área, assim como também sabe construir o jogo. Mostra bastante oportunismo na frente do gol

João Peglow (Inter) – Peglow, é um dos nomes de maior destaque nas categorias de base do Inter. Com 17 anos. O faro de artilheiro, é a boa finalização e posicionamento definem Peglow. Artilheiro nas seleções de base e na Base do Inter, com multa rescisória gigante e diversas sondagens de gigantes europeus. Peglow é a maior promessa da base do Inter.

22/05/2019 – Jakson Oliveira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *